• Matérias da Edição

| Artigo Científico

Limitações do experimento e conclusões

Escrito por: Adenilde Bringel

Existem algumas limitações neste estudo. Primeiro, o número de pacientes que não conseguiram completar a intervenção foi diferente entre os grupos (2 no grupo probiótico e 15 no grupo placebo). Para 11 pacientes do grupo placebo, a intervenção foi encerrada na semana 10 devido a um atraso no fornecimento do placebo. A análise de intenção de tratar foi realizada incorporando os dados desses 11 pacientes na semana 10 com os da semana 12. Outro aspecto que também poderia ser considerado uma limitação foi o fato de a amostragem fecal ter sido realizada apenas no início e no final do estudo. Um quadro mais completo das alterações na microbiota intestinal teria sido possível com amostragens mais frequentes. A análise metagenômica ­shotgun, que pode fornecer informações mais detalhadas sobre a ­microbiota – especialmente na análise mais profunda das espécies – poderia fornecer mais informações sobre as mudanças na composição da microbiota intestinal.

A dieta pode ter uma influência maior na microbiota intestinal. Em consonância, deve-se reconhecer a limitação de não terem sido avaliadas as diferenças nos níveis de estrutura alimentar entre os dois grupos. O ponto forte deste estudo foi a minuciosa caracterização fenotípica dos participantes quanto à avaliação subjetiva e quantitativa dos parâmetros gastrointestinais, bem como o desenho randomizado controlado com período de intervenção relativamente longo. Diferentemente dos estudos anteriores, foi aplicado o perfil do amplicon 16S rRNA e a metabolômica bacteriana quantitativamente direcionada, o que permitiu entender tanto a resposta da microbiota intestinal quanto os metabólitos bacterianos para obter mais informações sobre as interações metabólicas da microbiota intestinal-hospedeiro em resposta ao LcS.

Este estudo demonstrou que, embora a suplementação de LcS não tenha induzido grandes mudanças no microbioma intestinal global, a ingestão diária de LcS teve efeitos favoráveis nos SNM e nos sintomas gastrointestinais específicos em pacientes com DP. O estudo ‘Efeito da suplementação do ­Lacticaseibacillus paracasei ­Shirota nas respostas clínicas e no micro­bioma intestinal na doença de Parkinson’ foi ­publicado na Food Funct., 14, 6828-6839, 2023 –  registrado no Chinese Clinical Trial Registry: ChiCTR1800016795.

DIREITOS RESERVADOS ®
Proibida a reprodução total ou parcial sem prévia autorização da Companhia de Imprensa e da Yakult.

Posts Recentes

• Mais sobre Matérias da Edição