Varizes afetam mais as mulheres

• Conteúdos Semanais | Saúde

Varizes podem ter fatores hereditários

Escrito por: Elessandra Asevedo

De acordo com a Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV), mais de 529 mil brasileiras foram internadas para tratamento de varizes entre 2013 e 2022. O cálculo aponta que a cada hora, em média, seis mulheres são submetidas a cirurgias para tratamento do problema pela rede pública de saúde. Caracterizada por fraquezas nas paredes das veias superficiais causando dilatação e comprometimento do fluxo sanguíneo adequado, as varizes afetam mais as mulheres e podem ter fatores hereditários.

O cirurgião vascular Walter Campos Junior, médico do Hospital Edmundo Vasconcelos, e, São Paulo, afirma que a predisposição genética e o sexo são fatores que contribuem para o surgimento das varizes. “As mulheres são mais propensas a desenvolver varizes, principalmente devido a fatores hormonais como o uso de contraceptivos orais contendo estrógeno e progesterona, além da gravidez”, explica.

Entretanto, há outros fatores desencadeantes do problema. Por isso, é importante evitar o sedentarismo e praticar atividades físicas regularmente, manter o peso para evitar a obesidade e não ficar sentado por longos períodos de tempo. O uso de meias de compressão também pode ajudar a evitar o surgimento das varizes.

Tratamento

Existem várias opções de tratamento sendo que, para as varizes menores – com até três milímetros de diâmetro –, a escleroterapia pode ser a mais indicada. A técnica consiste na aplicação de medicamentos nos vasos e varizes menores. Em alguns casos, a escleroterapia pode ser associada com laser transdérmico ou radiofrequência, que proporcionam resultados estéticos satisfatórios.

Para varizes maiores, a remoção cirúrgica por meio de procedimentos como a safenectomia – que consiste na retirada da veia safena – pode ser necessária. O procedimento é indicado quando há dilatação excessiva da safena ou quando a veia já não faz o retorno de sangue das pernas para o coração.

Se não forem tratadas adequadamente, as varizes podem levar a complicações significativas. A úlcera varicosa, por exemplo, pode resultar em feridas infectadas, inflamação do tornozelo, tromboflebite, sangramento e até mesmo trombose venosa profunda – que é um fator de risco para embolia pulmonar. Embora as varizes afetam mais as mulheres, também podem ocorrer em homens. Por isso, é importante procurar um especialista que poderá oferecer o melhor diagnóstico e tratamento.

DIREITOS RESERVADOS ®
Proibida a reprodução total ou parcial sem prévia autorização da Companhia de Imprensa e da Yakult.

Matérias da Edição

• Mais sobre Conteúdos Semanais